06.09.18

4ª edição do Projeto “SobreVIDAS SEVERINAS” mobiliza a comunidade educativa do Vieira

As ações tiveram como objetivo levar o público a reflexão sobre temas voltados para os marcadores sociais das diferenças.

4ª edição do Projeto “SobreVIDAS SEVERINAS” mobiliza a comunidade educativa do Vieira

Exposições de arte, saraus, roda de capoeira e de discussões, mostra de filmes e mesas redondas foram algumas das ações que marcaram a 4° edição do Projeto SobreVIDAS SEVERINAS, ocorrida de 30 de julho a 27 de agosto. As atividades, que tiveram como objetivo construir conhecimento sobre diferentes temáticas relacionadas às Minorias Sociais, foram realizadas pelo NEIMS (Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Minorias Sociais), NAIC (Núcleo Acadêmico de Incentivo ao Conhecimento) e AVLA (Academia Vieirense de Letras e Artes).

As quatro semanas temáticas do SobreViDAS SEVERINAS trouxeram os temas “Senso Comum”, “Violência”, “O eu” e “Resistência”. O represente do NAIC, Tomaz Mattedi, destaca que esse projeto é sempre uma forma de denunciar, evidenciar e informar sobre questões da sociedade atual. “A importância da união dos três núcleos mostra uma frente unida com o colégio e com todo o alunado. Juntos, colocamos em evidência temas importantes, que não podem mais passar desapercebidos”, afirmou ele.

A articuladora do NEIMS, prof. Marli Sales, destaca que o protagonismo dos alunos é a fonte do sucesso do SobreVIDAS. “Currículo se faz dentro e fora de sala de aula. Ter um projeto como esse organizado e pensado pelos estudantes é fazer com que essa escola, em todos os seus espaços, seja um ambiente de aprendizado”, disse. Para a aluna e integrante da AVLA, Beatriz Teixeira, as ações mobilizaram os estudantes de uma maneira especial. “É tão importante e essencial quando paramos para refletir sobre essas temáticas e ver uma pessoa sair do SobreVIDAS afetada positivamente é uma prova de que conseguimos alcançar o nosso objetivo”, relatou ela.

A interação do público teve uma participação significativa ao longo de todo mês de atividades. Os alunos responderam enquetes, fizeram comentários, deram sugestões e levantaram importantes questionamentos sobre os temas de cada semana. “Trabalhamos com o objetivo de passar para o Vieira mais conhecimento sobre a questão das Minorias Sociais. Ver a combinação de um estudo, que foi um trabalho tão bonito e que influencia tanta gente é muito importante para nós”, acrescentou a integrante do NEIMS, Luíza Thomaz.

CLIQUE AQUI E CONFIRA A GALERIA DE FOTOS