Logo Volta Vieira

TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A RETOMADA DAS AULAS PRESENCIAIS

Protocolo

SEMPRE JUNTOS, SUPERANDO DESAFIOS

Uma nova etapa começa para nós com o retorno aos ambientes do Colégio Antônio Vieira, agora em modelo de ensino híbrido. Um novo momento em que a união de todos em prol do bem comum novamente fará a diferença. Diante de tempos tão desafiadores, a “Volta ao Vieira” desperta em todos nós sentimentos diversos e expectativas, mas sabemos, agora mais do que nunca, o quanto o fato de sempre estarmos juntos – escola, família e alunos – tem sido fundamental para novas lições de fé e superação.

Reunimos neste protocolo as orientações a serem seguidas por nossa comunidade educativa, visando promover o máximo de segurança possível, em prol da saúde de alunos, professores e todos os colaboradores da escola. Contamos, mais uma vez, com a confiança e parceria das famílias dos estudantes, sempre tão imprescindíveis para o sucesso das nossas ações.

Nossa gratidão aos colaboradores que fizeram parte do Grupo de Trabalho para Retomada de Atividades Presenciais, aos profissionais e às famílias que contribuíram para a consolidação deste protocolo. Sigamos juntos, tendo como base o cuidado mútuo, na construção de um ambiente acolhedor e seguro para todos. Sejam bem-vindos (as)!

Quando estamos diante de novos desafios, que sejam ainda maiores a nossa coragem e esperança.

O protocolo é resultado das ações do Grupo de Trabalho (GT) instituído pelo Colégio Antônio Vieira, especificamente para tratar de medidas e atitudes preventivas ao novo coronavírus (SARS-CoV-2). Este documento foi elaborado em consonância com as orientações da Rede Jesuíta de Educação (RJE), Unicef, Nota Técnica de Retorno às Aulas (Todos pela Educação), além de protocolos e critérios de reabertura da Prefeitura Municipal do Salvador. Ele é também fruto do diálogo com pais, mães e responsáveis, que atuam como profissionais de saúde e especialistas em áreas técnicas afins.

As novas normas foram validadas pelo médico infectologista Dr.Claudilson José de Carvalho Bastos, CRM 10647-BA, secretário da Sociedade Brasileira de Infectologia (regional Bahia) e preceptor da Residência Médica em Infectologia do Instituto Couto Maia; e pela consultora organizacional Virgínia Di Tullio, especialista em Gestão de Saúde com atuação nas áreas de Higienização Hospitalar e Hotelaria.

As especificações de tipo e modelo dos materiais e produtos usados seguem as recomendações de órgãos federais, estaduais e municipais competentes, a exemplo do Ministério da Saúde e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Foram estabelecidos padrões de procedimentos diários, com revisão das rotinas de acesso e conduta, prevendo a comunicação e o alinhamento junto à comunidade educativa. Haverá boletins de atualização do protocolo, caso seja feita alguma alteração, por conta de eventuais determinações legais ou necessidade de readequação.

  • Máscara

    O uso de máscara será obrigatório em todas as dependências do Colégio

  • Distanciamento

    Distanciamento de, no mínimo, 1 metro de todos que circularem pelo Colégio. Eventos que possam gerar aglomerações estão suspensos.

  • Dentro da perspectiva jesuíta de priorizar o cuidado com o outro, a implementação das normas aqui previstas se dá mediante um plano de acompanhamento da saúde emocional dos colaboradores, por meio do Setor de Gestão de Pessoas em parceria com o serviço de psicologia da Universidade Católica de Salvador (UCSal), assim como da assistência espiritual, oferecida pelo serviço pastoral. Da mesma forma, tais questões estão sendo consideradas pelas equipes do Colégio na relação diária com os alunos, bem como na execução dos projetos pedagógicos.

    Novas atitudes

    Estamos aprendendo a conviver de um novo jeito e o cuidado uns com os outros vai fazer toda a diferença.

    Alunos

    • Haverá verificação da temperatura de todos os estudantes no início de cada turno. Caso seja identificada uma temperatura acima de 37,5°C, o aluno será encaminhado para a sala de acomodação, onde ocorrerá o atendido pela unidade de Enfermaria do Colégio.
    • O aluno deve trazer squeezes ou outros tipos de garrafa de água para uso individual, pois os bebedouros já foram adaptados apenas para o reabastecimento dos recipientes. Será terminantemente proibido o compartilhamento de garrafas e outros objetos pessoais, inclusive materiais escolares e ferramentas de estudo.
    • O uso de máscara é obrigatório, fazendo-se imprescindível trazer reserva para a troca a cada quatro horas ou mesmo antes desse intervalo de tempo, caso a mesma se mostre umedecida, suja ou manipulada de forma inadequada.
    • Ao entrar no Colégio, os alunos devem fazer, obrigatoriamente, uso dos tapetes sanitizantes para desinfecção dos calçados, bem como do álcool em gel disponibilizado nos totens instalados em todos os acessos. Recomenda-se trazer álcool em gel pessoal, mesmo sendo oferecido pelo Colégio.
    • É recomendável também manter os cabelos presos e evitar uso de acessórios, como brincos e pulseiras.
    • Assim que chegar, o aluno deve ir direto para a sua sala de aula, direcionando-se para seu lugar, que será sempre fixo.
    • Não serão permitidas aglomerações ou mesmo cumprimentos, como apertos de mão, beijos e abraços, nas dependências do Colégio. Essas práticas estão em primeiro lugar no ranking de transmissão pela Covid-19, obrigando-nos a manifestar todo o nosso carinho, de forma criativa, mas sempre mantendo uma distância segura.
    • Durante o recreio e intervalos, os alunos permanecerão dentro da sala de aula, respeitando o distanciamento.
    • As carteiras e mesas das salas de aula e outros ambientes de aprendizagem estarão organizadas em 1m de distância. O mesmo distanciamento deve ser mantido pelo professor em relação aos alunos, bem como entre os estudantes. Serão adotadas estratégias lúdicas para instruir as crianças menores sobre as normas a serem seguidas.
    • Caso o aluno precise ir à Enfermaria, o atendimento será feito individualmente, com acompanhamento por colaborador da escola. Os demais que, eventualmente, demandem pelos serviços no mesmo horário devem aguardar em sala, até que a enfermeira autorize novo atendimento.
    • Grupo de risco: os estudantes que integram grupos de risco (portadores de asma, pressão alta, diabetes, entre outros casos) devem ficar em casa. Os pais ou demais responsáveis deverão encaminhar o atestado médico para a Enfermaria do Colégio pelo e-mail atestadomedico@cav-ba.com.br. Os procedimentos pedagógicos para esses alunos seguirão as orientações da Secretaria de Educação.
    • Nas aulas de Educação Física, serão evitados esportes coletivos, bem como o manuseio de objetos comuns. Não haverá prática de esportes coletivos, mas apenas atividades individuais realizadas em turma, porém obedecendo ao distanciamento de 1m previsto.

    FAMÍLIAS

    • As famílias devem aferir a temperatura dos estudantes, diariamente, antes deles saírem de casa. Caso a temperatura seja superior a 37,5°C ou apresentar sintomas virais, tais como: dor de garganta, perda do paladar e olfato, cefaleia, coriza, tosse, diarreia, prostração etc, o aluno não deve ir ao Colégio, sendo recomendado procurar orientação médica e informar à coordenação pedagógica sobre o quadro clínico.
    • No caso do aluno residir com algum familiar suspeito ou com a confirmação de Covid-19 deve comunicar imediatamente ao Colégio para que receba as atividades pedagógicas remotamente. O retorno do aluno ao presencial só será permitido após o envio da comprovação do resultado negativo ou do relatório médico, em se tratando de caso positivo.
    • Não será permitido aos pais e responsáveis o acesso ao Colégio, salvo em casos especiais com necessidade específica de readaptação do aluno. Para esses adultos, será exigido o uso da máscara, bem como o mesmo protocolo dos estudantes: medição de temperatura, uso de tapetes sanitizantes para desinfecção dos calçados, álcool em gel, 1m de distância e não ser classificado dentro do grupo de risco.
    • A escola enviará um comunicado para as famílias da série que, porventura, apresente algum caso suspeito ou confirmado de Covid-19, além de notificar ao órgão competente.
    • Em necessidade de atendimento com coordenações, orientadores, pastoralistas, administrativo, realizar o agendamento por telefone. Os atendimentos serão através da ferramenta Teams, podendo ser agendados pelo setor específico.
    • É recomendável às famílias que optem pelo transporte escolar, uma especial atenção quanto ao cumprimento das condições de higiene e distanciamento pelas empresas contratadas, de acordo com os protocolos de prevenção adotados pelos órgãos reguladores de transporte, bem como pelo Colégio.
    • Faz-se necessário que todas as famílias estejam comprometidas em cumprir rigorosamente o protocolo.

    COLABORADORES

    • Os colaboradores devem aferir a temperatura, diariamente, antes deles saírem de casa. Caso a temperatura seja superior a 37,5°C ou apresentar sintomas virais, tais como: dor de garganta, perda do paladar e
      olfato, cefaleia, coriza, tosse, diarreia, prostração etc, o colaborador não deve ir ao Colégio, sendo recomendado procurar orientação médica e informar à coordenação pedagógica sobre o quadro clínico. No caso do colaborador residir com algum familiar suspeito ou com a confirmação de Covid-19 deve comunicar imediatamente ao Colégio. O retorno do colaborador ao presencial só será permitido após o envio da comprovação do resultado negativo ou do relatório médico, em se tratando de caso positivo.
    • É prevista participação obrigatória nos treinamentos e programas de formação sobre os protocolos de higienização e retorno às aulas.
    • Todos devem se submeter à verificação de temperatura, diariamente, no momento de ingresso ao Colégio.
    • É indispensável o comprometimento com a higienização constante das mãos com água e sabão ou álcool em gel disponibilizado em todos os ambientes do Colégio.
    • O Colégio fornecerá aos colaboradores máscaras e EPIs em conformidade com a função exercida. O uso das máscaras é obrigatório e elas deverão ser trocadas a cada quatro horas ou mesmo antes desse intervalo de tempo, caso a mesma se mostre umedecida, suja ou manipulada de forma inadequada.
    • É recomendável usar cabelos presos e evitar uso de muitos acessórios.
    • Assim como exigido entre os alunos, os colaboradores devem evitar compartilhamento de objetos. Caso seja inevitável, faz-se imprescindível seguir as normas de higienização prévia.
    • Professores e demais colaboradores devem ficar atentos às oportunidades para estimular os estudantes quanto à necessidade de constante higienização de mãos, entre outras medidas preventivas.
    • As reuniões presenciais estão suspensas, sendo substituídas por remotas.

    DOCENTES

    • Todos os professores devem fazer o uso de álcool em gel sempre que trocarem de sala. Devem ainda higienizar os teclados e mouses com álcool isopropílico, que estará disponível nas salas.
    • Assim que chegarem ao Colégio, os professores devem ir direto para as salas de aula.
    • Os professores deverão estar imunizados com a vacina da gripe, conforme campanha realizada pelos órgãos de saúde.
    • Grupo de risco: educadores do grupo de risco devem permanecer em atividades home office.

    CASOS CONFIRMADOS OU SUSPEITOS

    a) no caso de suspeita de contaminação, devem-se seguir as orientações das autoridades sanitárias de notificação ao CIEVS Municipal e ao CIEVS BA, realização de testagem RT-PCR do caso suspeito e dos contactantes e higienização do ambiente e equipamentos da sala ou setor da instituição, na qual foi identificado o caso suspeito, além de desinfecção com produtos químicos adequados;

    b) casos confirmados de COVID-19 deverão apresentar imediata suspensão das aulas presenciais, por um período de 10 dias, dos alunos pertencentes àquela sala de aula ou dos funcionários que utilizem aquela sala administrativa;

    c) casos suspeitos ou confirmados de COVID-19 deverão realizar isolamento por 10 dias para aqueles alunos e colaboradores que apresentarem contato ou permaneceram no mesmo espaço que o confirmado por mais de 15 minutos. E preferencialmente, as Instituições devem avaliar viabilidade de oferecer aulas remotas e online para esse público;

    d) as Instituições devem notificar imediatamente as autoridades de saúde, a existência de casos confirmados de COVID-19 detectados em alunos, professores e demais colaboradores;

    e) o acesso de alunos, colaboradores, professores, consultores e/ou visitantes que, porventura, tenham contato com casos suspeitos ou confirmados de COVID-19 só será permitido após 10 dias de isolamento e somente após 24h sem sintomas, tais como febre sem uso de antitérmicos e sintomas respiratórios (coriza, tosse e outros) ou mediante a apresentação de teste negativo (RT-PCR) para a detecção viral.

    Ensino Híbrido

    Utilizamos cookies para melhorar sua experiência em nossos sites e fornecer funcionalidade de redes sociais. Se desejar, você pode desabilitá-los nas configurações de seu navegador. Conheça nossa Política de Privacidade.

    Concordo