22.09.20

Vieira conta com parceria das famílias no apoio emocional e motivacional dos alunos da 3ª série EM

Referência na preparação para Enem e vestibulares, Colégio promove reunião para estimular participação de pais e responsáveis

Vieira conta com parceria das famílias no apoio emocional e motivacional dos alunos da 3ª série EM

O fortalecimento emocional e motivacional dos alunos da 3ª série do Ensino Médio (EM) é um dos temas a serem tratados na terceira roda de conversa entre a equipe de educadores do Colégio Antônio Vieira e as famílias dos estudantes, em reunião virtual nesta terça-feira (22), às 17h, pela Plataforma Teams. Em plena fase de concentração nos estudos, visando as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibulares, os jovens contam no Vieira com o apoio de psicopedagogos e pastoralistas, entre os diferenciais do programa especializado de preparação para o ingresso nas principais universidades do País. Clique aqui e confira mais detalhes do programa que tem mantido o Vieira entre os melhores no ranking de aprovações.

Para o Vieira, entretanto, mesmo diante da assistência especializada prestada pelos serviços de orientação Educacional (SOE) e Religiosa e Pastoral (Sorpa), faz-se imprescindível a parceria entre a escola e a família para o bem-estar físico e emocional do aluno. “É um importante fator que vai se aliar às explicações concisas, claras e aprofundadas de toda a expertise dos professores em preparar os alunos para o Enem e vestibulares, além dos recursos tecnológicos usados pelo Colégio, contribuindo para o bom desempenho dos estudantes nos exames externos e processos seletivos”. É o que destaca a coordenadora pedagógica da 3ª série EM do Vieira, Cristina Cardoso.

Coordenadora pedagógica da 3ª série EM, a professora Cristina Cardoso destaca parceria entre escola e família em prol dos estudantes

De acordo com a professora Cristina Cardoso, há menos de quatro meses para as provas impressas do Enem (previstas para os dias 17 e 24 de janeiro), os alunos já dominam grande parte do conhecimentos exigidos e devem agora controlar a ansiedade e a tensão quanto à realização das provas e, consequentemente, dos planos profissionais. “É um momento em que os estudantes estão muito ansiosos e o suporte emocional, disponibilizado pela  escola e pelas famílias, torna-se ainda mais significativo, sobretudo, em um ano em que, para eles, já seria por si só desafiador e que, por conta do contexto da pandemia, tornou-se ainda mais, embora trazendo, por outro lado, novas oportunidades de superação”, diz.

A aluna Isabele conta com o apoio do pai, o bancário Renê Vilela, que sempre cria um “clima favorável para a aprendizagem”

APOIO FAMILIAR

“Agora, com o distanciamento social imposto pela Covid-19, a gente, às vezes, parece estar estudando de forma solitária, mas minha família e também os professores, ainda que remotamente, sempre me mostram que não estou sozinha. Em casa, quando estou muito concentrada nos estudos, meus pais ajudam a me organizar, trazendo um lanche saudável e me mantendo hidratada, ou mesmo criando um clima favorável para a minha aprendizagem”,  conta a aluna Isabele Velanes. “Minha mãe está sempre preparando um café reforçado pela manhã e cuida para que a casa fique em silêncio, zelando por mim e pelos meus estudos, em pequenos detalhes que eu acabo valorizando muito e que, sem dúvida, são de fundamental importância nesse processo, sobretudo neste contexto de pandemia”, revela o aluno Albert Calasans.

Albert Calasans também valoriza as atitudes cuidadosas da mãe, a técnica em radiologia Arlete Gomes: “São de fundamental importância”

REVISÕES

Na reunião desta terça-feira, será ainda apresentada às famílias dos estudantes a programação de finalização dos conteúdos, bem como de início da etapa de revisões gerais e, também, conforme área de interesse e universidade pretendida. Os pais e responsáveis também obterão informações sobre os resultados da 2ª unidade e poderão esclarecer dúvidas sobre os exames de acesso ao Ensino Superior e previsão para a solenidade de conclusão da Educação Básica.

Fotos: acervos pessoais e Secom/CAV