21.05.19

Projeto de Formação Docente do Vieira aprofunda discussões sobre metodologias ativas

O primeiro módulo, realizado no dia 17 de maio, foi ministrado pelo professor pesquisador da Unicamp, César Nunes

Projeto de Formação Docente do Vieira aprofunda discussões sobre metodologias ativas

Dialogar e propor novos caminhos alinhados aos desafios da contemporaneidade é algo que faz parte do DNA da Rede Jesuíta de Educação. Uma das ações do Vieira nesse sentido é o Projeto de Formação Docente, que em 2019 chega a sua segunda edição. O primeiro dos três módulos ocorreu no dia 17 de maio, no Espaço Pe. Klein, SJ, com a palestra do professor, pesquisador da Faculdade de Educação da Unicamp, César Nunes. O palestrante trouxe o tema “Tornando o pensamento visível por meio das metodologias ativas. Interface entre a formação crítica jesuítica e o Projeto Zero de Harvard”.

A metodologia ativa é uma proposta pedagógica que incentiva os alunos a se tornarem protagonistas no processo de construção do conhecimento. “É importante que os educadores conheçam cada vez mais os estudantes, para assim poderem fazer uma intervenção mais personalizada”, ressaltou César Nunes, que também é diretor de inovação do Instituto Unibanco.

A coordenadora pedagógica do 9ª ano EF, prof.ª Vânia Virgens, explica que a palestra reforçou a importância de dar novo significado ao cotidiano dos educadores. “O evento elucidou como a aula pode ser instigante e emergir de uma forma mais significativa, a partir do que o aluno traz na sua bagagem”, destacou ela. O prof. João Castro acrescentou que participar da formação foi estimulante para estabelecer novas propostas de ensino. “Essa visão de metodologia ativa nos leva a inovar as nossas aulas para envolver cada vez mais os alunos e poder proporcioná-los um aprendizado ainda mais amplo”, afirmou ele

Rede de Inovação

O segundo e o terceiro módulo do Projeto de Formação Docente acontecerão no segundo semestre. “Essa é uma ação que dá continuidade ao que começamos em 2018. Abordamos as metodologias ativas participativas, tudo isso em função do grande objetivo que nós temos na RJE de nos transformamos de centros de ensino em centros de aprendizagem. Devemos dar visibilidade a esse modo de aprender dos nossos estudantes”, afirmou a diretora acadêmica do Vieira, prof.ª Ana Paula Marques.

Utilizamos cookies para melhorar sua experiência em nossos sites e fornecer funcionalidade de redes sociais. Se desejar, você pode desabilitá-los nas configurações de seu navegador. Conheça nossa Política de Privacidade.

Concordo