12.11.15

Movimentos migratórios são debatidos na Gincana Cultural da 1ª série EM

Um dos temas mais discutidos na atualidade, a exemplo da prova de redação do ENEM 2012, os movimentos migratórios estiveram em pauta na Gincana Cultural da 1ª série EM.

Um dos temas mais discutidos na atualidade, a exemplo da prova de redação do ENEM 2012, os movimentos migratórios estiveram em pauta na Gincana Cultural da 1ªsérie EM. A atividade, realizada em diversos espaços do colégio, entre os dias 28 e 30 de outubro, encerrou o projeto “Migrações Internacionais”. A contextualização da temática aconteceu através de modalidades, como esquete, enigma musical, coreografia, mascote, painel artístico, painel vivo,flash mob, paródia e quiz, que serviram como tarefas da culminância.

Os alunos analisaram a questão migratória e os desafios que ela representa ao mundo de forma criativa e dinâmica. “Através da atividade, os alunos entenderam o processo de migração como um direito humano e ampliaram as suas visões de mundo, uma vez que também refletiram sobre a dificuldade das nações em lidar com os refugiados”, destacou a coordenadora pedagógica da 1ª série EM, professoraLéa Pontes.

Os estudantes aprovaram a realização da Gincana e valorizaram a integração entre as turmas. “Uma experiência muito boa e gratificante, porque a movimentação das pessoas da turma para fazer um bom trabalho é intensa. Além disso, tivemos o bônus de conhecer e interagir com pessoas de outras salas”, destacou o aluno Iuri Cruz. “Eu achei o trabalho muito bacana. Ele nos deu a oportunidade de brincar e, ao mesmo tempo, compartilhar o que aprendemos a respeito das migrações com os nossos colegas. A gente também pôde demonstrar outras habilidades, como pintura, interpretação e composição de músicas”, completou a aluna Maria Boaventura.

A ação ajudou no desenvolvimento de atitudes e valores que favorecem o processo de construção do conhecimento. “A Gincana também serviu para estimular o trabalho cooperativo, o intercâmbio de ideias e informações e a socialização de opiniões como processo de aprendizagem, promovendo o respeito e uma maior integração entre os alunos e professores”, finalizou a prof.ªLéa.

Utilizamos cookies para melhorar sua experiência em nossos sites e fornecer funcionalidade de redes sociais. Se desejar, você pode desabilitá-los nas configurações de seu navegador. Conheça nossa Política de Privacidade.

Concordo