08.06.15

Feira Literária do Vieira envolveu artes e consciência ambiental

Despertar o prazer pelo hábito da leitura é fazer com que um mundo de descobertas e de conhecimento se abra para crianças e jovens.

Despertar o prazer pelo hábito da leitura é fazer com que um mundo de descobertas e de conhecimento se abra para crianças e jovens. A Feira Literária, realizada anualmente pelo Colégio Antônio Vieira, traz essa proposta, unindo o universo dos livros a diversas expressões artísticas. O evento, realizado entre os dias 19 e 21/05, envolveu os alunos do 1º ao 7º ano do Ensino Fundamental, colocando todos eles em contato com autores, apresentações musicais, palestras, entre outras atividades.

Neste ano, o tema escolhido foi ‘Tribo da Paz’, inspirado no livro ´Lendas Indígenas’, da historiadora e escritora Iray Galrão. “Fizemos uma correlação com a Campanha da Fraternidade 2015, que abordou o conceito da convivência. Quisemos propor uma reflexão sobre como essas crianças convivem entre si no cotidiano, com o meio ambiente, tomando como exemplo o espírito de coletividade dos índios e o respeito à natureza que eles possuem”, destacou a Bibliotecária do Vieira, Suzana Lebre, que coordenou o evento.

A Feira Literária foi aberta com danças sagradas e com contos indígenas. Logo em seguida, os alunos tiveram a oportunidade de ter encontros com diversos autores e visitar os stands das editoras. Ao longo do evento, apresentações musicais marcaram o contato dos alunos com os livros, tornando ainda mais especial a curiosidade que os títulos traziam. “Acho que é uma iniciativa muito interessante, que incentiva a leitura de uma maneira especial. O interesse pelos livros está cada vez mais restrito por conta do mundo digital. Por isso, eu fiz questão de participar e acompanhar”, disse a mãe Ana Paula Tourinho.

“Eu gosto muito de ler e estou achando a Feira muito boa. Reservei vários livros”, contou o aluno do 3º ano EF, João Leite, enquanto percorria os stands em busca de alguma novidade. Para os autores, a oportunidade de discutir as suas obras diretamente com os alunos, mostrando como funciona o processo de construção de um livro, é algo marcante. “Essa interação com as crianças foi extremamente poderosa. É algo novo para mim, tendo em vista que os meus livros anteriores são para adultos. Poder estar com eles me trouxe uma alma nova e a vontade publicar o material que eu já tenho escrito para o público infantil, mas que está guardado”, afirmou a escritora Ester Ferreira após a sua palestra.

Consciência Ambiental

A Companhia de Polícia de Proteção Ambiental também participou da Feira Literária 2015. No stand montado por eles foram realizadas palestras e dinâmicas, que visaram promover a reflexão de que é preciso ter a mobilização de todos em prol da preservação ambiental. “O objetivo de todas as atividades, que complementam a proposta da Feira, é de justamente fazer com que o aluno se sinta motivado e pense sobre as atitudes que a sociedade possui em relação às questões que envolvem o meio ambiente”, finalizou o subtenente Fábio Mello.

Utilizamos cookies para melhorar sua experiência em nossos sites e fornecer funcionalidade de redes sociais. Se desejar, você pode desabilitá-los nas configurações de seu navegador. Conheça nossa Política de Privacidade.

Concordo