30.08.17

Tempo de agradecer e renovar

Confira o editorial do Provincial do Brasil, Pe. João Renato Eidt, SJ, presente na 37ª edição do informativo 'Em Companhia'

Em poucos meses, mais precisamente em 16 de novembro, celebraremos os três anos da criação da Província dos Jesuítas do Brasil-BRA. Aproveito esse momento especial para expressar a minha gratidão a todos, jesu- ítas e leigos, que nos ajudaram a consolidar a consciência de que, hoje, somos um único corpo apostólico, uma única Província. Os avanços alcançados neste período, as oportunidades e os desafios que nos esperam, de certa forma, ficaram evidentes no decorrer da 2ª Assembleia da nossa província, que reuniu mais de 340 jesuítas de diversas partes do país, na Casa de Retiros Vila Kostka, em Itaici (Indaiatuba/SP), de 25 a 27 de julho.

Ao fazer um balanço dos quase três anos da Província, quero ressaltar o esforço e a dedicação de um grande número de jesuítas e colaboradores leigos que trabalharam, viajaram e participaram de diversas reuniões, encontros, reflexões e partilhas, com o intuito de encontrarmos os caminhos que nos permitem articular organizar melhor a missão que Deus nos confiou.

Assim, como foi apresentado durante a Assembleia, muitos avanços foram obtidos. Na dimensão Social, destaco a criação do Observatório de Justiça Socioambiental Luciano Mendes de Almeida (OLMA), em Brasília (DF), sob o qual todas as atividades dessa área estão sendo articuladas, colocadas em rede e compartilhadas.

Da mesma forma, outras dimensões da nossa missão têm obtido avanços significativos. Na Espiritualidade, em junho, inauguramos o Centro de Serviço para a Colaboração, Fé e Espiritualidade, em Campinas (SP), muito esperado pela Província e que traz um elemento bastante atual na Companhia de Jesus.

A Educação, através da Rede Jesuíta de Educação (RJE), também tem dado passos importantes, principalmente por meio do PEC (Projeto Educativo Comum). Em Juventude e Vocações, ressalto ainda o bonito trabalho que o Programa MAGIS Brasil está desenvolvendo junto aos jovens, visando ajudá-los a encontrar sentido à sua vida e valores que os movam rumo à realização pessoal e a serem solidários com os demais.

Muitas outras atividades apostólicas foram realizadas e desenvolvidas durante estes quase três anos de província. Durante a nossa Assembleia, tivemos também a oportunidade de lançar o Plano de Formação dos Jesuítas do Brasil.

Com essas iniciativas, conseguimos, em várias dimensões da nossa missão, vislumbrar, visualizar e saber para onde queremos caminhar. São muitas as oportunidades que temos pela frente. Mas, para que elas possam ser concretizadas com serenidade e tranquilidade, acredito que nós, jesuítas, devemos voltar à nossa origem, a espiritualidade inaciana, que move e inspira a missão. Da mesma forma, ajudará aos colaboradores leigos familiarizarem-se com a espiritualidade inaciana para viverem, cada vez mais, o espírito que ilumina a missão a ser realizada. A Congregação Geral 36ª da Companhia de Jesus nos anima a uma vivência mais profunda dos Exercícios Espirituais (EE), à conversação espiritual, que iluminarão e conduzirão ao discernimento apostólico.

Acredito que, a partir da espiritualidade inaciana – que nos leva à liberdade interna -, podemos concretizar, em profundidade, as muitas atividades apostólicas e enfrentar, com lucidez, os desafios que as realidades eclesial, social, política e ecológica nos apresentam. Isso exige que nós, jesuítas e colaboradores leigos, trabalhemos internamente essa dimensão da liberdade diante das coisas, não colocando o afeto no material e nos meios, mas, sim, no horizonte, que é a missão.

As experiências vividas durante os três dias da 2ª Assembleia BRA, que reuniu, aproximadamente, ¾ da Companhia de Jesus no Brasil, foram fundamentais para fortalecer em nós o sentimento de corpo apostólico único que, apesar das diferenças culturais e de alguns ajustes a serem feitos na estrutura da província, tem a capacidade imensa de atuar, apostolicamente, em muitos contextos e realidades eclesiais e sociais.

O futuro da Província dos Jesuítas do Brasil depende muito da comunhão entre jesuítas e colaboradores leigos, de nos querermos bem, sabermo-nos companheiros e amigos que foram chamados pelo mesmo Senhor a construir um corpo apostólico sadio e forte, constituído em vista da missão que Ele próprio nos confia. Desejo que possamos continuar nos ajudando mutuamente, renovando o espírito apostólico para darmos o melhor de nós a favor da vida e da missão. Vivamos com alegria e entusiasmo, como gosto de ressaltar, o espetáculo da vida.

CLIQUE AQUI PARA LER A EDIÇÃO COMPLETA DA 37ª EDIÇÃO DO “EM COMPANHIA”

Utilizamos cookies para melhorar sua experiência em nossos sites e fornecer funcionalidade de redes sociais. Se desejar, você pode desabilitá-los nas configurações de seu navegador. Conheça nossa Política de Privacidade.

Concordo