29.05.17

Pe. Mário Sündermann, SJ analisa conquistas da Rede Jesuíta de Educação através do PEC

Texto do Delegado para Educação Básica foi publicado na 34ª edição do informativo "Em Companhia"

Pe. Mário Sündermann, SJ analisa conquistas da Rede Jesuíta de Educação através do PEC

Construindo o futuro

Em agosto de 2016, o Projeto Educativo Comum (PEC) foi lançado pela Rede Jesuíta de Educação (RJE), em São Leopoldo (RS). Nove meses depois, já visualizamos algumas conquistas para comemorar e compartilhar. Entre os avanços, podemos citar a maior consciência de sermos Rede, maior intercâmbio de projetos, saberes e bens, desencadeamento de processos e projetos de inovação em nossas escolas e colégios.

É fundamental ressaltar que essas conquistas estão sendo possíveis porque tínhamos a consciência da necessidade de um documento que nos guiasse na construção de uma Rede. Queríamos algo encantador, ousado e inovador que unisse as Unidades educativas sem formatá-las, que não fosse mais do mesmo, mas provocasse fidelidade criativa nos processos de renovação em curso. Buscávamos um documento que fosse inspirador, orientador e que normatizasse os processos de inovação e renovação por nós desejados. E que, principalmente, nos auxiliasse na construção de colégios e escolas onde o aprender de nossos estudantes e educadores fosse permeado de experiências, sentido e sabor.

Assim, são esses sonhos e desejos que tomaram forma nas páginas do PEC, um documento que acolhe anseios de muitas mentes e corações, que expressa e reflete a seriedade com que todos, jesuítas e leigos, assumimos o desafio de construir uma inovadora proposta educativa, reposicionando-nos no contexto atual, trazendo nova vitalidade aos colégios e às escolas, participando e nos comprometendo com o movimento de renovação da Educação Básica em curso na Companhia de Jesus. Hoje, em termos de Província dos Jesuítas do Brasil e à luz das preferências apostólicas, temos projetos comuns acontecendo em nossa Rede. Dentre eles, destacamos: o Encontro de Formação Integral e o Concurso de Redação e Arte sobre o tema da Campanha da Fraternidade e a sustentabilidade ambiental, voltados para estudantes do Ensino Fundamental II e Ensino Médio; o Mestrado em Gestão Escolar e a Especialização em Educação Jesuítica, além de uma proposta de Exercícios Espirituais para os educadores da RJE.

Para o PEC, o currículo é evangelizador, e a aprendizagem integral que queremos se dá na perspectiva do desenvolvimento pleno do sujeito. Neste horizonte, os cenários apontados não deixam dúvidas de que os objetivos do PEC vêm sendo atingidos de forma louvável, graças ao compromisso e à seriedade dos educadores com a proposta, além do apoio e suporte da Província. Seriedade, profissionalismo e compromisso que serão decisivos para vencermos também os desafios pela frente, como a inovação e atualização da proposta curricular — considerando o novo perfil de estudantes e educadores, as questões ecológicas, as novas mediações pedagógicas, tempos e espaços do aprender na atualidade—, a adequação às demandas da legislação educacional — em contínua mudança—, a sustentabilidade financeira das nossas obras educativas, os investimentos em melhorias da estrutura física, as relações com a Igreja, as Plataformas Apostólicas e as comunidades locais, entre outros. O PEC nos instiga e motiva ao novo, ao desinstalar e ao abrir-se para o novo, no cumprimento pleno da missão que nos foi confiada.

Nossa caminhada ainda é longa, mas não devemos esquecer que estamos unidos por uma missão e um sonho comum: “nosso objetivo como educadores é a formação de homens e mulheres competentes, conscientes e comprometidos na compaixão”. Mais do que mulheres e homens de sucesso, desejamos formar pessoas de virtudes e valores, capazes de um posicionamento ético e crítico diante da sociedade, comprometidos com a transformação social à luz dos valores evangélicos, lideranças que ajudem as pessoas a crescer em Cristo. Aproveito para agradecer a todas e a todos que, direta ou indiretamente, têm nos ajudado e acreditado em nossa bonita e desafiadora missão.

Pe. Mário Sündermann, SJ

Delegado para Educação Básica da Rede Jesuíta de Educação

Utilizamos cookies para melhorar sua experiência em nossos sites e fornecer funcionalidade de redes sociais. Se desejar, você pode desabilitá-los nas configurações de seu navegador. Conheça nossa Política de Privacidade.

Concordo