26.08.19

II ONU Colegial fomenta Cidadania Global ao discutir importantes temas da atualidade

Representando os países integrantes das Nações Unidas, os alunos debateram e desenvolveram soluções para problemas globais como a Guerra da Síria

II ONU Colegial fomenta Cidadania Global ao discutir importantes temas da atualidade

A oportunidade de aprender e debater questões sociais e históricas internacionais marca as atividades que compõem o projeto ONU Colegial. A segunda edição do evento, que simula as Organizações das Nações Unidas (ONU), foi realizada entre os dias 09 e 11 de agosto e contou com a participação dos estudantes do 9º ano EF, Ensino Médio e ex-alunos da nossa instituição.

AONUCOLEGIAL colabora para o desenvolvimento das dimensões comunicativas, éticas, sociopolíticas e afetivas dos estudantes para atuarem como protagonistas e membros da humanidade, promovendo dessa maneira a Cidadania Global.

“Com esse projeto, eu desenvolvi muito minha criticidade e a minha visão sobre a geopolítica global. Me tornei uma pessoa mais consciente em relação aos problemas da atualidade”, destacou a estudante Ticiana Mendes.

A simulação contou com 100 alunos, que se dividiram entre os comitês de Segurança Histórica, Segurança Nacional e Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados. Ocupando as funções de delegados, eles representaram os países integrantes da Organização das Nações Unidas e, ao fim, elaboraram um plano de intervenção para o problema discutido em cada comitê.

“Eles aprendem sobre assuntos da atualidade, mas também pensam e debatem como reverter esses cenários, o que é extremamente importante. A educação para a Cidadania Global os prepara para serem agentes transformadores do mundo”, ressaltou a coordenadora do evento, prof.ª Gigi Albuquerque.

Formação em Rede

Em setembro de 2018, 17 vieirenses participaram da primeira edição da ONU Intercolegial, realizada no Colégio Santo Inácio, no Rio de Janeiro. O projeto contou com cerca de 160 alunos do Ensino Médio, vindos de 13 colégios da Rede Jesuíta de Educação (RJE).

“O mundo precisa de gente capaz de cuidar, cuidar de si, dos outros e da casa comum. Precisa de homens e mulheres que se preocupem com o bem comum e com as possibilidades da globalização da solidariedade”, destacou na ocasião o presidente da RJE, Ir. Raimundo Barros.

Utilizamos cookies para melhorar sua experiência em nossos sites e fornecer funcionalidade de redes sociais. Se desejar, você pode desabilitá-los nas configurações de seu navegador. Conheça nossa Política de Privacidade.

Concordo