22.07.21

Vieira retoma Programa de Formação de Professores em parceria com a Unisinos

Atividades estão sendo realizadas em encontros virtuais aos sábados, em cinco momentos até outubro

Vieira retoma Programa de Formação de Professores em parceria com a Unisinos

“Redesenhando a arquitetura curricular nas insurgências do tempo presente”. Com este tema, o Colégio Antônio Vieira retomou, neste mês de julho, as atividades regulares do Programa de Formação de Professores, que haviam sido interrompidas no ano passado, por conta das capacitações específicas voltadas para a implantação dos ensinos remoto e híbrido. Três convidados especiais, da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) e do Instituto para Inovação em Educação, ligado à universidade gaúcha, conduzem os trabalhos. As atividades foram abertas, no último dia 10, com uma formação liderada pela diretora acadêmica do Vieira, professora Ana Paula Marques. A programação prevê também uma palestra de encerramento com a diretora geral do Vieira, professora Mariângela Risério.

Programa virtual foi aberto no último dia 10 e segue com outros quatro encontros até outubro


Doutor em Educação e professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Unisinos, o professor Roberto Rafael Dias da Silva dá prosseguimento ao programa, no próximo sábado (24). Ele conduz o módulo de tema “Do Princípio da Acumulação ao Princípio da Experiência: Perspectivas Curriculares para o Século 21”. Depois, já em agosto, no dia 14, as atividades serão retomadas com a condução do professor Gustavo Borba, mestre em Engenharia de Produção, especialista em Design Estratégico e pós-doutor na Escola de Educação do Boston College (2012). Ele, que é diretor do Instituto para Inovação em Educação, vai abordar o tema “A Transformação do Currículo – Perspectivas Futuras e Cenários Possíveis”. 

O módulo de tema “Proposição de Ensaios Curriculares Práticos nas Diversas Áreas do Conhecimento, em Diálogo com os Pressupostos que Constituem Nosso Currículo” será ministrado pela professora Melissa Lesnovski, no dia 25 de setembro. Mestre e doutoranda em Design, a professora Melissa tornou-se especialista em comunicação digital, atuando como diretora da agência Aldeia e integrando também a equipe do Instituto para Inovação em Educação. O Programa de Formação dos Professores do Vieira encerra-se no dia 23 de outubro, com a apresentação da diretora geral do Colégio, professora Mariângela Risério, mestre em Gestão Educacional pela Unisinos. Ela conduz o módulo “A Pedagogia Inaciana: uma Leitura do Tempo Presente”.

Os professores da Unisinos e do Instituto para Inovação em Educação, Roberto Rafael Dias, Melissa Lesnovski e Gustavo Borba ministram módulos da formação docente do Vieira


Referenciais Educacionais

De acordo com a diretora acadêmica do Vieira, professora Ana Paula Marques, o principal objetivo da edição 2021 do Programa de Formação de Professores é o de justamente “retomar e aprofundar discussões fundantes sobre a arquitetura curricular da Escola, considerando as insurgências do tempo presente, a concepção de currículo como espaços discursivos moventes que referenciam as práticas pedagógicas cotidianas e os referenciais educacionais atualizados da Companhia de Jesus que reiteram o estudante no centro da aprendizagem”. Também mestre em Gestão Educacional pela Unisinos, a professora Ana Paula Marques foi quem abriu as atividades de formação dos docentes, no último dia 10 de julho, abordando o tema “Currículos Multirreferenciais: os fios que tecem essa rede de fazeres e saberes”.

Para a diretora acadêmica, diante das disrupções em todas as esferas da vida, inclusive na Educação, emerge a necessidade da equipe pedagógica do Colégio seguir aprofundando e discutindo a arquitetura curricular da instituição, considerando os deslocamentos necessários, resultantes das múltiplas experiências do tempo presente. “Por meio desse dispositivo formativo, que se constitui em nossa instituição numa perspectiva complexa, heterogênea e plural, é possível continuar pensando em caminhos para a formação de pessoas críticas, capazes de compreender as estruturas sociais naturalizadas, comprometendo-se com a transformação da realidade em que estão inseridas”, diz. “Assim, a Formação 2021 convida-nos a seguir debatendo sobre esse espaço movente e aberto às insurgências do tempo presente, a fim de reiterarmos nossas intencionalidades formativas e aprofundarmos as práticas pedagógicas cotidianas, em consonância com nosso Projeto Político Pedagógico e também com o Projeto Educativo Comum da RJE”, completa.

Mestres em Gestão Educacional, as diretoras geral e acadêmica do Vieira, respectivamente professoras Mariângela Risério e Ana Paula Marques, também contribuem com o programa


PROFESSORES APROVAM

Os professores do Vieira destacam a importância da formação oferecida pelo Colégio e pela Rede Jesuíta de Educação (RJE), sempre considerando as insurgências curriculares, o que é visto como fundamental no contexto pandêmico atual. “Em um cenário tão desafiador no qual estamos vivendo, sinto-me feliz em fazer parte de uma escola que prioriza a formação e capacitação para o aprimoramento do seu corpo docente. Dessa forma, a práxis é promovida, refletida e exercida em prol de uma educação mais humana, consistente e inovadora. E tudo isso é encontrado com constância em nossa comunidade de aprendizagem”, afirma a professora Catucha Cavalcante, do Ensino Fundamental 1 (EF1).

“Diante dessa nova realidade, precisamos reinventar e ressignificar a nossa prática pedagógica, tendo como alicerce o desejo e o compromisso de seguirmos aprofundando os nossos estudos acerca de um novo currículo. Essa é uma discussão que sempre esteve presente em nossas formações, deixando evidente o compromisso da nossa instituição. Assim, sinto-me honrada em fazer parte de uma comunidade que nos possibilita dialogar sobre as práticas pedagógicas, sempre investindo e acreditando que podemos nos aperfeiçoar e melhorar todos os dias de forma integral”, completa a professora Bianca Callou, que também atua no EF 1.

As professoras Bianca Callou e Catucha Cavalcante ressaltam o quanto a formação docente sempre se fez presente no Vieira  


A iniciativa também é elogiada pelas equipes do Fundamental 2 (EF 2) e Ensino Médio (EM). “A profissão docente é, na sua essência, uma prática social e colaborativa. Construir momentos de diálogos formativos nos espaços institucionais é fundamental para que, através das trocas de experiências, os docentes se constituam como protagonistas da construção das identidades docentes. A retomada dos momentos formativos estabelece condições para a criação de vínculos pessoais e profissionais fundamentais para as profissões que têm como função principal a construção de uma sociedade ética, democrática e colaborativa”, avalia o professor Caio Bastos, do Ensino Médio (EM).

“Sempre acreditei que a escola é uma teia formativa por essência, cujos atores envolvidos (alunos, professores, equipe técnica e pedagógica etc) se entrelaçam e tecem espaços discursivos na (re)construção de saberes. Portanto, é sempre gratificante participar de encontros de formação que nos convidem ao diálogo e ao reconhecimento de que, enquanto formamos, somos formados e que nesse devir nos constituímos”, conclui a professora Soraia Sousa Sousa, do Ensino Fundamental 2 (EF2). 

Os professores Caio Bastos e Soraia Sousa Sousa destacam importância da formação para a (re)construção de saberes

Fotos: Unisinos, Secom/CAV e acervos pessoais.

Ícone - INSCRIÇÕES 2022
INSCRIÇÕES 2022

Utilizamos cookies para melhorar sua experiência em nossos sites e fornecer funcionalidade de redes sociais. Se desejar, você pode desabilitá-los nas configurações de seu navegador. Conheça nossa Política de Privacidade.

Concordo