Notícias

08h18

Familiares, alunos e funcionários prestam homenagens à profª Anilene

Um mês após o falecimento da profª Anilene dos Santos Farias, seus familiares, alunos, pais e funcionários do Vieira se reuniram para prestar homenagens a ela na manhã do dia 17/07.

Compartilhe
Tamanho do Texto
Familiares, alunos e funcionários prestam homenagens à profª Anilene

Um mês após o falecimento da profª Anilene dos Santos Farias, seus familiares, alunos, pais e funcionários do Vieira se reuniram para prestar homenagens a ela na manhã do dia 17/07. O Pe. Leonel Gomes, SJ presidiu a Missa na capela do Vieirinha, destacando a importância do papel de Anilene para a formação das crianças.

Em seguida, todos se deslocaram para o jardim, onde ocorreu o plantio de flores em um canteiro feito especialmente para homenageá-la. Um placa foi colocada no local com a seguinte frase elaborada pelos alunos da turma que ela lecionava: “Pró Anilene, você nos ensinou que a vida é linda como as flores”.Leia abaixo a carta da diretora geral, profª Mariângela Risério.

Carta aberta pela Paz

Um mês sem Anilene. A beleza de um sonho, de uma vida destruída pela crueldade da violência. Lembro-me da nossa última conversa, quando ela partilhava seus sonhos, sua alegria como educadora e suas aprendizagens. Seu sorriso e seu encantamento pela educação acabaram sem despedidas, sem aviso, sem preparação para convivermos com a sua ausência. Sentimentos de dor e de perplexidade invadiram a todos nós do Colégio Antônio Vieira, mas não adianta ficarmos apenas nas lamentações. Não queremos o esquecimento.

Precisamos da memória pessoal e coletiva para ressignificar a esperança, para sustentar a crença de que outro mundo é possível. Como dizia São Paulo, “não vos conformeis com este mundo” (Rm.12,2). Precisamos não nos acomodar, não nos deixar dominar pela ’banalidade do mal’.  A vida de Anilene não foi em vão. Uma vida cheia de sentido, de significado. Uma vida que transformou tantas outras através da educação.

Desejamos que a morte  de uma pessoa tão especial como Anilene contribua para as mudanças que queremos ver em nosso país. Que o Brasil se torne um país de justiça, vida digna e educação para todos. Com uma educação que prime pela humanização, que resgate a beleza do ser humano. Sabemos que esse horizonte está distante, mas, como diz o poeta Thiago de Mello, ”faz escuro mas eu canto, porque a manhã vai chegar”.

Para manter viva a nossa esperança, após a Missa de trigésimo dia celebrada na capela do Vieirinha, plantamos, junto com os alunos da turma em que ela lecionou, um canteiro de flores. Essa é uma homenagem a Anilene e é também um sinal de vida e ressurreição, que ficará marcado em nosso colégio e nos corações de todos nós que convivemos com ela.

 Profª Mariângela Risério

Diretora Geral do Colégio Antônio Vieira

Compartilhe
Tamanho do Texto
Deixe seu comentário
Av. Leovigildo Filgueiras, Garcia - 683 CEP: 40100-000 - Salvador - Ba
Tel: (71) 3328-9500 - Fax: (71) 3267-0511
2016 - 2018. Colégio Antônio Vieira. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital